Sugestão de leitura

O “clássico”

Normalmente, um “clássico” é algo antigo. Para quem estuda a Tríplice Fronteira desde as Relações Internacionais, o clássico data de 2010.

Arthur Bernardes do Amaral publicou, pela Editora Apicuri, “A Tríplice Fronteira e a Guerra ao Terror”.

O autor se propõe a analisar o processo de securitização da Tríplice Fronteira de 1992 a 2008. É, certamente, a primeira leitura que alguém interessado no tema deve fazer.

Além de analisar os discursos sobre a região, Arthur faz um panorama histórico imprescindível à pesquisa especializada.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.